quarta-feira, 28 de maio de 2014

AS HORAS DO DIA E DA NOITE ENTRE OS ROMANOS ANTIGOS - THE HOURS OF THE DAY AND NIGHT AMONG THE ANCIENT ROMANS



         Parece-nos natural que o dia seja dividido em 24 horas iguais e que, durante o ano inteiro, essa marcação seja igual durante o ano inteiro. Isso nos parece absolutamente indiscutível porque nos habituamos desde sempre com essa forma de marcar o tempo.
         Como vemos o dia clarear pela manhã e escurecer ao fim da tarde, assim nos parece ser nossa marcação de horas natural. Veja-se que as pessoas que nasceram com a televisão correm o risco de considerá-la tão natural como o amanhecer.
         Hora, nem todos os povos contavam as horas do dia e da noite da mesma forma e nem sempre esse modo foi como é hoje. Vejamos como se dava essa marcação entre os antigos romanos, dos quais herdamos quase todas as formas de medir o tempo e de nele nos situarmos. É sabido que o relógio mais comum (horologium solarium) era o relógio de sol.
         Veja-se abaixo o relógio de sol mandado construir pelo imperador augusto, usando um obelisco conhecido como Solarium Augusti:



         Diferentemente de nós, os romanos dividiam o tempo de luz, ou seja, o dia, em doze horas. Assim, no verão, as horas eram maiores do que no inverno.
         Expressavam as horas em números ordinais: hora prima, hora secunda, hora tertia, hora quarta, hora quita, hora sexta, hora septima, hora octava, hora nona, hora décima, hora undecima et hora duodecima. A hora prima (primeira hora) marcava o amanhecer. A hora duodecima marcava o fim do dia, ou seja, o pôr do sol. A hora sexta marcava o meio-dia. Daí vem o nome o nome sesta após o almoço.
         Porém, as horas da noite eram somente quatro: prima vigília, secunda vigília, tertia vigília et quarta vigília. Também tinha duração diferente de acordo com a época do ano.
         A origem dessas horas noturnas estava relacionada com os turnos de vigilância nos acampamentos militares. Daí vêm as palavras vigilante, vigia, vigilar e vigiar.
         Assim, para saber-se a duração de uma hora do dia ou da noite precisava-se levar em conta a época do ano em que se estava. Para medir, por exemplo, a duração das horas da noite, era necessário dividir por quatro o período que ia do pôr do sol ao amanhecer.

         Faziam, então, diferença entre hora do dia, variável de um dia para outro e a hora corrida, que chamaríamos de hora relógio. Para essa hora, tinham as ampulhetas de areia que marcavam um quarto de hora. Quatro viradas de ampulheta davam uma hora corrida. Daí a origem de haver em alguns idiomas, como o alemão, termos diferentes para essas especificidades diferentes de hora. Uhr é a hora do dia: Heute um 9 Uhr habe ich in der Schule Englisch. (Hoje às nove horas tenho aula de inglês). Stunde é uma hora relógio:  Jeden Tag sehe ich zwei Stunden Fern. (Todo dia eu vejo duas horas de televisão.)